Drones nas faculdades e universidades

November 19, 2018

Sabemos que os drones estão alterando a forma como empresas de diversos setores conseguem ficar mais próximas e com mais detalhes de seus projetos e tarefas. Mas para garantir que nossa próxima geração compreenda e possa tirar o devido proveito dessa tecnologia se faz necessário um esforço constante e conjunto para compartilhar conhecimento sobre como os Drones e sensores estão mudando o modelo de trabalho na construção, agricultura, serviços públicos, mapeamento e levantamentos, combate a incêndio, busca e salvamento, fotografia e vídeos entre outros setores. E essa realidade já acontece aqui mesmo no Brasil, sendo trabalhada de forma pioneira nas instituições de ensino em Fortaleza, no Ceará.

 

Recentemente na maior feira de drones do mundo, a Commercial UAV Expo em Las Vegas, uma mesa redonda apontou ideias e questões relacionadas ao ensino da tecnologia e as aplicações dos drones em instituições de ensino superior. Nesta mesa redonda foram abordados tópicos como o desenvolvimento do plano de aula, grade curricular, preparação de estudantes para a força de trabalho e qualificações através de empresas credenciadas para os instrutores que ensinarem nesses programas.

Um obstáculo enfrentado por algumas empresas ao tentar entrar no mercado universitário é a dissipação de noções falsas com o intuito de estigmatizar os drones, como a ideia de que eles são apenas brinquedos sofisticados. Porém, para muitos negócios os drones se tornaram uma ferramenta poderosa para auxiliar na coleta de dados como agricultura de precisão e mapeamento ambiental, utilizando pesticidas ou no combate a incêndios e através do uso de sensores especializados como o multiespectral, hyperspectral e LiDAR, em campos como agricultura de precisão e ciências ambientais. Nada mais lógico que coordenadores e alunos de várias disciplinas comecem a considerar a adoção da tecnologia dos drones aplicada diretamente para cada curso.

 

É bom observar também que as instituições que optarem por criar um programa de educação utilizando a tecnologia dos drones, que seja direcionada a cada mercado e que atenda às necessidades de toda indústria mundial.

As aulas podem ser sobre operação comercial com Drones, manutenção de aeronaves, empreendedorismo ou outros tópicos, mas os cursos que a faculdade ou universidade determinar para inserir o programa de drone é que determinará o seu sucesso. Os instrutores são tão importantes quanto as disciplinas, levantando questões sobre os padrões de qualificação dos instrutores desta tecnologia no Brasil. Esta qualificação pode ser dada através de empresas qualificadas como a DronDrones Technologies.

 

Embora os sensores sejam parte integrante da coleta de dados com drones o mais importante mesmo é compreender o que esses dados representam e suas possíveis aplicações e limitações. Pois uma compreensão incompleta da fotogrametria e o uso impreciso dos dados poderá levar à uma interpretação errônea dos resultados finais, e com isso causar confusão no processo de tomada de decisão da empresa. Assim, cursos especializados nessas áreas devem ser considerados como um elemento crítico na integração de drones para aplicações comerciais e profissionais dentro das instituições de ensino.

 

Conheça algumas universidades pelo mundo que já implantaram esta tecnologia em suas disciplinas, são: Kansas State Polytechnic University, North Dakota University, Oklahoma State University, Indiana State University, Embry-Riddle Aeronautical University, Green River College, Troy University, Central Oregon, Unmanned Vehicle University, University of Florida, University of California at Berkeley, Florida State University, Michigan State University, University of Missouri, Brigham Young University, University of Washington, Fresno State University entre outras mundo afora.

 

Então como uma instituição educacional pode desenvolver e comercializar seu programa de drones? Um bom começo é nomear corretamente esse programa, seus módulos além de detalhar toda sua finalidade. As estratégias de recrutamento devem maximizar a diversidade de alunos e cursos. Já as estratégias de retenção devem incluir módulos que sejam relevantes para a força de trabalho mostrando o real valor desta tecnologia para aplicações específicas no mercado de trabalho.

Atrair os alunos certos, embora crucial, é apenas uma parte da tarefa de uma instituição de ensino. Outra parte importante é a avaliação contínua dos resultados de aprendizagem do programa, já que preparar adequadamente os alunos para a força de trabalho depende dos objetivos do programa de drone. Muitas indústrias já utilizam drones em seus processos e os alunos precisam conhecer qual delas e como se inserir neste mercado. Portanto, fornecer uma visão geral e ampla do setor pode ser um ponto fundamental para alguns programas.

A atual e futura força de trabalho utilizando drone inclui desde robótica e programação de computadores a sistemas de resposta a emergências e informações geográficas (GIS). Os alunos também precisarão de habilidades e competências, como operações aéreas realizadas com profissionalismo e segurança. À medida que a indústria e os regulamentos relativos às operações com drones avançam na ANAC, é importante que instrutores, cursos e programas estejam sempre atualizados com as necessidades da indústria. Para preparar adequadamente os estudantes envolvidos nesta tecnologia para a força de trabalho, devem ser estabelecidas qualificações mínimas para um operador de drone de nível III.

O sucesso deste programa acadêmico é definido pelos seus resultados, incluindo principalmente se os alunos entram ou não no mercado de trabalho. Esses resultados são em parte determinados pela capacidade dos alunos e dos graduados de atender às necessidades do empregador, atendendo aos requisitos de qualidade de dados. É importante que os alunos aprendam competências e habilidades específicas da sua área, visto que a terceirização do trabalho utilizando drones é uma tendência real em todo o mundo e pode resultar em mais oportunidades de trabalho para estudantes e empreendedores.

Além de atrair estudantes, os educadores de drones precisam do feedback dos líderes do setor para garantir que os alunos estejam preparados para a força de trabalho ao se formarem. Atualmente o setor de drones possui poucas escolas especializadas, o que pode estar dificultando a entrada desta tecnologia neste novo e excitante setor. De forma pioneira a cearense DronDrones passa a oferecer a partir de 2019 cursos individuais e possui programa específicos para as instituições de ensino de todo país.

Os programas de drone nas Faculdades e Universidades devem priorizar além do conteúdo a segurança dos alunos e a atenção às normas e regras da ANAC. A melhor maneira de determinar qual o melhor programa para seus cursos e quanto será o investimento é conversar com empresas do setor e profissionais da área.


No programa dos cursos as instituições educacionais podem implantar estratégias de gerenciamento de crises em caso de emergência ou acidente. Tão importante quanto estratégias é a necessidade de definir uma cadeia de comando dentro da instituição de ensino criada especialmente para este cenário. As pessoas na equipe precisam entender os processos aéreos, saber quem aplicará a política de drones da escola e quem falará pela escola no caso de uma eventual situação relacionada aos drones.

Os educadores técnicos de drones devem lembrar que existem políticas locais e estaduais, como a política de privacidade, além das regras da ANAC que regem o uso de drones no Brasil. Os educadores devem sempre obter permissão adequada para os voos das aulas práticas. Eles devem ser proativos com as autoridades locais e estabelecer boa comunicação entre os departamentos do campus e a Agência Nacional de Aviação Civil.

À medida que mais universidades procuram compor seus programas que são dedicados ou integrados à tecnologia dos Drones, o corpo docente e os administradores precisam entender as responsabilidades, as ramificações legais de curto e longo prazo desses programas. Esses são detalhes que precisam ser continuamente avaliados à medida que a tecnologia e o cenário evoluem no Brasil e no mundo.

 

 

Mais Informações, por gentileza ligue (85) 2181-3865, 999-997-792, 999-997-738 ou acesse: www.drondrones.com.br/cursos-de-drones.

 

 

DronDrones Technologies, Drone Solution Provider.

 

Para incorporar drones na sua empresa, fale com a DronDrones Technologies, ligue 85 2181-3865 ou envie um e-mail para: lojadrondrones@gmail.com.

 

Siga-nos: @drondrones no Instagram   |  drondrones no Facebook  |  DronDrones Technologies no LinkedIn

 

Um ótimo voo pra você!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Monitoramento e Vigilância de Infraestrutura Ferroviária utilizando Drones

August 17, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo